26 de fev de 2010

Anhangüera dá Samba XXXII

O tempo está curto. Falta pouco para a mais aguardada edição do Anhangüera dá Samba! Mal ando escrevendo aqui, é verdade. Mas tudo voltará ao normal mês que vem. Vamos falar um pouco deste projeto – deste samba, digo – que me deixa a cada mês mais orgulhoso, mais satisfeito, com mais vontade de fazer e com a responsabilidade cada vez maior – e disso não posso me furtar.

Ninguém recebe um Noca da Portela impunemente, nem um Tantinho da Mangueira, nem um Toniquinho Batuqueiro e muito menos um Wilson Moreira (duas vezes). A cada edição – e lá se vão trinta e dois meses – é preciso melhorar. Há quem reclame da estrutura, às vezes com razão, mas é o que temos a oferecer. O Anhangüera dá Samba! está firme porque nele mora uma jogada que nem a melhor estrutura do mundo daria conta: o axé. Uma energia tão subjetiva que só quem é iniciado pode explicar. Os outros sentem. E voltam. E aguardam a próxima ansiosamente.

Vejam bem: mês passado. Começa 2010 e quem veio? Delcio Carvalho, um compositor monstruoso. Foi uma roda de samba bonita demais, com o homem cantando aquele monte de músicas, uma melhor que a outra. Umas mais conhecidas, outras menos, mas todo mundo cantando junto. Aí é que está: o Anhangüera não tem palco, é chão! Infelizmente o Daniel não filmou a grande apresentação do Delcio Carvalho, de modo que não tenho nada pra mostrar por aqui. Fica na memória de quem lá esteve; e se emocionou.

Hoje tem mais. Como eu dizia, a noite mais esperada do Anhangüera nos últimos anos. Tem mestre Monarco. Disse meu compadre Fernando Szegeri na Agenda:

Promessa de noite histórica no Anhangüera dá samba!. Como já há mais de 30 meses, a última sexta-feira terá mais uma vez os Inimigos do Batente recebendo um convidado especial. E o bamba deste mês, um dos maiores baluartes vivos do samba brasileiro, dispensa apresentações: mestre Monarco da Portela!É difícil até dizer no que o homem se faz maior. Se maior é o intérprete elegantérrimo, voz calejada, mas poderosa, porta-voz-oficial do samba de Oswaldo Cruz. Seria o compositor fecundíssimo, parceiro de Candeia e Paulo da Portela, autor de alguns dos maiores sucessos gravados por gente do naipe de João Nogueira e Zeca Pagodinho? Ou é esse imenso arquivo vivo do samba brasileiro, que transcende em muito as fronteiras da Grande Madureira, passeando com desenvoltura por estácios, salgueiros, mangueiras, como muitos de lá nem seriam capazes? Diriam outros que é essa imensa liderança do samba, timoneiro incansável do maior conjunto musical do Brasil: a Velha Guarda da Portela. Tem gente até que, por essas e outras dúvidas, chega a considerá-lo o maior sambista vivo, vejam vocês...E o melhor de tudo é que o mestre, que se apresenta com freqüência na Paulicéia, diga-se a verdade, poucas vezes por aqui pode ser visto fora do palco, no "terreiro", na roda de samba que é uma de suas grandes especialidades. E tudo isso a hoje inigualáveis R$ 10,00!!!Festa total em azul e branco para reunir os sambistas dos quatro cantos da cidade, vocação das rodas dos Inimigos, e sacudir a Barra Funda, o Bom Retiro e – por quê não? - o coração do Brasil.

Fica ainda um áudio do grande Monarco cantando uma seleção de partido alto da antiga.

Get this widget Track details eSnips Social DNA


Até mais tarde!

6 Comentários:

Blogger Carol disse...

Foi uma das rodas mais mágicas que pude presenciar. De verdade.

Parabéns à todos que fizeram do sonho, realidade!

Desculpe a intromissão, mas sobre sexta-feira: http://batendoumapelada.wordpress.com/2010/03/01/corri-pra-ver-pra-ver-quem-era/

Obrigadão e parabéns mais uma vez!

1 de março de 2010 12:31  
Blogger DANIELA disse...

Oie! Achei esse blog por acaso.
Muito legal a idéia de contar as grandes histórias desse clube, a qual tbm fiz parte há muitooo tempo atrás rsrs...
Além de ir em diversos jantares e assistir em alguns domingos meu tio e primo jogar bola, o que eu mais gostava era da festa do dia das crianças que todo ano era sagrado ter, nossa, eu contava os dias para chegar a tal festa rs.
Mas que bom Arthur, continue nos informando tudo sobre o clube.
E não deixem o Anhaguera morrer jamais pessoal!!!! Esse clube tem muita história!
Abraços...Dani
Pra quem não lembra de mim sou sobrinha do Braga ;)

5 de março de 2010 11:19  
Blogger Arthur Tirone disse...

Oi Dani, lembro de você, sim! Você deve se lembrar do Angelo, meu irmão. Tenho certeza disso!
Abraços.

5 de março de 2010 11:42  
Blogger DANIELA disse...

Ah sim claro que lembro. Tenho ótima memória rs.
Que bom reecontrar vcs, então desde 98 estou morando aqui em Maringá/Pr, 1 vez por ano passo férias em SP mas é semrpe aquela correria de ver todos os parentes, amigas de infância, ir nos Gaviões que é de lei rsrs.
Mas anota meu email e vamos manter contato: danicsilva@hotmail.com
Abraço a todos.

5 de março de 2010 12:30  
Blogger Eduardo disse...

Favela, fui ao samba, mas infelizmente não consegui entrar, já estava entupido de gente, uma fila monstra e chegou uma hora em que fecharam a porta. Coisas de evento bom pra caralho, tenho certeza. Coisa boa todo mundo gosta, é natural. Ainda não foi dessa vez que conseguir ir ao Anhanguera dá samba. Da próxima vez tentarei chegar mais cedo.

Abraço,
Dudu.

10 de março de 2010 16:46  
Blogger Arthur Tirone disse...

Porra, Dudu! Uma pena; a coisa foi séria, e quem demorou pra chegar ficou de fora. Infelizmente.

Mas não te avexe; logo, logo a gente bebe junto. Ou aí no Rio de Janeiro ou aqui em São Paulo.

Abração!

22 de março de 2010 18:07  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial

online