27 de mai de 2010

Anhangüera dá Samba XXXV

Acertamos em cheio; foi uma patada a apresentação de Douglas Germano, dia 30 de abril passado.

- Um gênio! Gênio!, era o que mais se ouvia naquela noite.

Poucas vezes vi, no Anhangüera, tanta gente boa junto. Douglas tratou de arrastar todos os bons sambistas de São Paulo pro Bom Retiro. Todos seus amigos e admiradores do seu trabalho. Eu, que fiquei no caixa devido à impossibilidade de meus pais estarem presentes, via tudo de longe, e não raro alguém vinha me parabenizar pela escolha do convidado. Houve um momento em que um senhor veio se apresentar; era o pai do Douglas, e a pedido do filho foi lá falar comigo. Ficamos, depois do samba, bebendo as poucas cervejas que sobraram.


A roda foi pegada do começo ao fim - há dias em que o time resolve jogar muito. Depois de uns quinze sambas apresentados pelo Germano, eis que Paulinho Timor, num lampejo definitivo, soltou, ao microfone:

- Douglas, agora canta aí um samba mais ou menos. Só um!

Essa frase sintetiza a competência de Douglas Germano. Quem não o conhecia ficou abismado com a qualidade de seu repertório autoral.

Pra ficar mais bonito ainda, a grande cantora Dulce Monteiro, do Bando Afro Macarrônico, se juntou à Railídia Carvalho no coro. E as duas, mais o homem, não precisavam de mais nada. Acho mesmo que há poucos que seguram uma roda de samba como Douglas Germano - são raríssimos os que dominam esta arte. Eis aí um compositor muito acima da média; um bamba de quatro costados; um extraordinário, musical e pessoalmente.

Confiram aí. A noite foi inteira nessa toada:



E é bom preparar o coração e o fígado, porque amanhã completamos 3 anos de Anhangüera dá Samba! Os Inimigos do Batente convidam, para esta grande noite um mito da cultura popular brasileira: Nei Lopes!

Entre suas inúmeras composições gravadas, podemos citar Gostoso Veneno, Tempo de Don Don, Goiabada Cascão, Morrendo de Saudade, Tia Eulália na Xiba, Senhora Liberdade, Fidelidade Partidária, Ao Povo em Forma de Arte (um dos maiores sambas de enredo de todos os tempos) e mais uma infinidade de brasas gravadas por quase todos os grandes intérpretes do Brasil.

Compositor consagrado, escritor profícuo, pesquisador mundialmente respeitado, militante aguerrido - além de cantor, partideiro, malandro (no bom sentido!), boa praça etc. etc. etc. - dispensa maiores apresentações. Oportunidade ímpar para o público ver esta lenda viva do samba brasileiro fora do palco, cantando e contando suas impagáveis histórias, ali "no terreiro", em volta da mesa.

Contaremos ainda com a participação especialíssima do arranjador e virtuoso instrumentista Thiago França no saxofone.

Será mais uma noite inesquecível.
Deixo uma música do Nei Lopes que eu gosto muito: Samba de Eleguá, pra gente já ir abrindo os trabalhos com o respeito que exige uma noite dessas.

Get this widget Track details eSnips Social DNA

Até amanhã!
EM TEMPO: Saiu matéria sobre o Anhangüera dá Samba! na Carta Capital, aqui. Agredeço aos jornalistas e grandes amigos Lucas Conejero e André Carvalho.

5 Comentários:

Blogger Felipinho disse...

O bicho vai pegar!!

27 de maio de 2010 22:35  
Blogger Karin disse...

sou uma que não conhecia o Douglas o cara é muito fera, curtir o tempo todo ali pertinho, a roda estava absurdamente deliciosa, e o final foi lindo, com tanta gente boa dando uma palhinha.

aiiiiiiii e hoje é dia de emoção, amooo o Nei, as 22hs já estarei lá, homenageando e curtindo mais uma noite histórica...

e amanhã já começa, a contagem pela proxima ultima sexta-feira *rs*

bjs e bjs

28 de maio de 2010 13:14  
Blogger Douglas Germano disse...

Valeu, Seu Arthur!
Obrigado e abraço pra sempre pela alegria e prazer que vocês me proporcionaram.
O resto é tudo exagero que você colocou aí.

Abraço,

4 de junho de 2010 13:10  
Blogger Gustavo disse...

Boa noite !!!

Gostaria de saber qd e quem é a proxima atraçao (samba) no clube anhanguera

Gustavo.m.carvalho@hsbc.com.br

obrigado

22 de junho de 2010 22:40  
Blogger Arthur Tirone disse...

Gustavo, boa noite.

Vamos render homenagem ao grande João Nogueira, que morreu há exatos 10 anos. Pra isso, convidamos Gisa Nogueira e Didu Nogueira.

Até lá!

23 de junho de 2010 19:44  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial

online