29 de out de 2010

Anhangüera dá Samba XXXVIII

Em cima da hora, antes tarde do que nunca, deixo aqui um pequeno registro da última roda no Anhangüera, em que convidamos Luiz Grande, um compositor maiúsculo do samba brasileiro. Quero deixar registrado aqui meu agradecimento público a esta grande figura, humilde como poucos, gentil, atencioso até com os inconvenientes de plantão - ainda bem que só foram dois, entre tantas pessoas que foram a seu encontro pra bater um papo, tirar uma foto, beber uma cerveja...


Luiz Grande tem tanta música boa que abriu mão de cantar vários sucessos. Deixou de cantar, também, vários pedidos que lhe fizeram, e disse assustado "porra, nem eu lembro disso aí!". Suburbano da melhor qualidade, o Luiz. E aquela noite - graças a ele - foi daquelas pra gente lembrar pra sempre. Assistam um trecho:



Pra essa edição - a de hoje! - receberemos um dos grandes compositores do Brasil. E será, pelo visto, uma noite daquelas. Acho que pela primeira faz um dia de sol como este no dia do Anhangüera dá Samba! Palavras de Fernando Szegeri:

Mais uma edição de gala da roda de samba que há 3 anos e meio acontece toda última sexta-feira do mês. Desta feita, os Inimigos do Batente e o Clube Anhangüera convidam o aclamadíssimo cantor, violonista e compositor carioca Moacyr Luz!

Sem dúvida nenhuma, um figura de máxima expressão na música brasileira, não só pelo invejável leque de parcerias, que vai de Aldir Blanc a Sereno, passando por Paulo César Pinheiro, Luiz Carlos da Vila, Wilson Moreira, Martinho da Vila, Nei Lopes, Hermínio Bello de Carvalho, entre tantos outros; não só pelo escrete de consagrados intérpretes que o gravaram, como Maria Bethânia, Beth Carvalho, Nana Caymmi, Elba Ramalho, Gilberto Gil, Fafá de Belém, Emílio Santiago, Leila Pinheiro, Leny Andrade e, recentemente, Zeca Pagodinho; mas também por sua militância como uma espécie de embaixador da cultura carioca mundo a fora.

O Bom Retiro e a Barra Funda incorporam a Tijuca, dão folga para o "urra, meu", capricham no chiado dos "esses" e "erres", para homenagear esse carioca tão querido nas terras de Piratininga.

Deixo no áudio Moacyr e Zeca cantando Vida da Minha Vida, composição de Moacyr Luz e Sereno.

Get this widget | Track details | eSnips Social DNA

Até mais tarde!

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial

online